Notícias

Lago de Palmas: o mar do Tocantins

segunda, 10 de novembro de 2014, às 13h 15min
O mar do Tocantins não é o mar. O mar do Tocantins é no lago que encanta a todos pela sua imensidão de águas verde-turquesa  e transparentes.

Suzana Barros

Conhecer ou morar em Palmas sem desfrutar as diversas opções de lazer no Lago da UHE Luis Eduardo Magalhães é o mesmo que morar ou ir a Roma e não ver o Papa. A comparação tem por base um jargão, mas a verdade é que, desconsiderar as alternativas de uso do lago é perder oportunidades de lazer que raros atrativos turísticos oferecem. As opções vão desde o banho nas praias do entorno, à prática de esportes náuticos,  passeios em lanchas ou em barcos e, ainda, a possibilidade de uma boa comida tocantinense em restaurantes instalados na orla ou em flutuantes.

Cada uma com suas particularidades, as opções possibilitam algo em comum: o contato com a água, sempre em temperatura agradável, e o vislumbrar de um cenário com uma paisagem composta por uma imensidão de água verde-turquesa, que se assemelha ao mar. Não é pra menos. Formado pela construção da UHE Luis Eduardo Magalhães, possui uma extensão de 172 quilômetros, formando um espelho de água de aproximadamente 630 quilômetros quadrados.

Diante de tantas possibilidades, o ideal é se planejar para usufruir pelo menos de uma das ofertas. Começemos, então, pelo passeio de barco, opção quem gradativamente vem atraindo tocantinenses e turistas, mesmo fora das altas temporadas, nos meses de julho e julho. Como ainda não existe uma demanda habitual, nenhuma operadora de Turismo ou agência de viagens oferece pacotes individuais. A saída é juntar um grupo com familiares e amigos e  alugar uma das dezenas de embarcações disponíveis.

Para conferir as oportunidades de turismo e lazer no Lago, a Abrajet –TO, Associação Brasileira de Jornalistas Escritores de Turismo, seccional Tocantins, realizou um passeio de barco para jornalistas e turismólogos. O roteiro e o atrativo foi aprovado. Mais que isso: vem sendo recomendado pelos participantes. “A Ideia foi de possibilitar a oportunidade de descobrir os prazeres que o atrativo oferece”, disse Telma Maranhão, diretora de Eventos da associação.  


Opções
As opções são boas e diversificadas. O aluguel/dia varia de acordo com a capacidade de tripulantes autorizada pela Marinha: um barco para 20 pessoas está em torno de R$ 800; para 25 pessoas, pode ser negociado a R$ mil reais; 30 tripulantes, R$ 1.200; o de capacidade para 40 pessoas chega a R$ 1.300, enquanto o que comporta 60 tripulantes está a R$ 2.200 reais.  O valor inclui combustível, o timoneiro – responsável pela condução da embarcação e, claro, equipamentos de segurança, a exemplo de coletes salva-vidas. Não entra custos com alimentação e bebidas.

A dica é dividir as despesas de aluguel, abastecimento e bebida entre os integrantes do grupo, interessados no passeio. Não fica caro, diante da diversidade de benefícios que ele oferece: um dia inesquecível, com a sensação de que se está em alto mar, com uma vantagem: a água não é salgada. Até ondas é possível desfrutar em alguns momentos, quando uma lancha passa pelo barco. Verdade!

Roteiro do Passeio
Dependendo da disposição do grupo é possível sair por volta das 8h, 9h30 da manhã e retornar à tardinha, ao por do sol, quando o céu adquire a cor amarelo-avermelhado. Encantador! O horário é ideal para vislumbrar o horizonte. Também para tirar fotos, uma vez que essa cor é refletida, inclusive, na pele dos tripulantes. E por falar em pele, é indispensável o uso de protetor solar e, principalmente, manter a hidratação ingerindo muuuuito líquido. Aproveitando, que tal levar frutas?

Por serem embarcações de médio a grande portes, a rota a ser percorrida é definida pela Marinha. O percurso a ser executado, no entanto, pode ser alterado pelo cliente, desde que atenda a normas básicas de segurança. Na maioria das vezes, sai da Marina em direção a três ilhas existentes no Lago. Dentre elas, a do Canela, que oferece infraestrutura de bar e restaurante. Detalhe: a Ilha do Canela é outro produto turístico, com acesso direto em voadeiras ou em barcos que fazem o traslado mais intensificado nos fins de semana.

Escolha da Embarcação
No processo de definição da embarcação, é aconselhável ir diretamente à Marina, local onde os barcos ficam ancorados, na Praia da Graciosa, para ver de perto o que melhor atenderá às necessidades do grupo. Geralmente, elas estão equipadas com alguns itens, a exemplo de banheiro, chuveiro externo, churrasqueira, cozinha, freezer, som, poltronas, mesas, cadeiras, inclusive as apropriadas para exposição ao sol. A maioria dos barcos possui dois andares, o que possibilita uma visão  panorâmica do passeio do andar superior.

Outras opções
Além do passeio de barco, o lago da UHE Luis Eduardo Magalhães favorece a prática de esportes náuticos. Atualmente, os que já possuem aderentes são o Jet Sky, a canoagem e o stand up paddle, prática de remar  sobre um prancha.   Infelizmente os equipamentos para essa prática ainda são de uso pessoal. Para prática do stand up, no entanto, já existe a oferta de  aulas práticas. A hora/aula chega a R$ 100 reais.

SERVIÇO
O QUÊ:  passeio de barco no lago da UHE Luis Eduardo Magalhães.
QUANDO: possível em alta e em baixa temporada. Bom conversar com os responsáveis pelo barco para saber sobre a previsão do tempo.
Aluguel e informações sobre os barcos: 63 3215-1228
Telefones barcos para contato direto: 63 9201-6031, 8434-4140, 9234-9008, 8425-6711, 9100-2615, 8474-7663, 8435-6803, 8472-2878.
Aulas stand up: 63 9979-7070


LEGENDA FOTOS
FOTO O1: Stand up no lago.
CRÉDITO: Suzana Barros

FOTO 02: Lago de Palmas: o mar do Tocantins.
CRÉDITO: Suzana Barros

FOTO 03: Barcos param em ilhas no lago.
CRÉDITO: Maria Arienar/Dimensão

FOTO 04: Esporte náutico: prática em ascensão no lago.
CRÉDITO: Suzana Barros





TURISMO NO LAGO

sexta, 15 de agosto de 2014, às 12h 37min

O ministro do Turismo, Vinícius Nobre Lages chegou à Palmas no final da tarde de ontem, quinta-feira, 14, para cumprir agenda na manhã desta sexta-feira, 15, no Bonfim.



Atendendo convite da Senadora Kátia Abreu(PMDB), que liberou R$ 1, 5 mi em apoio à infra-estrutura que atende à festa religiosa, o ministro disse ao T1 Notícias que acredita no turismo religioso como um viés a ser fortalecido em todo o Brasil. “Estamos apoiando esta iniciativa e eu vim conhecer de perto o Bonfim e os festejos que queremos apoiar mais e mais”, disse.



Ao fazer um passeio pelo Lago da UHE do Lajeado, num tour promovido pela Senadora e acompanhado pdela diretoria do Sebrae e por jornalistas da capital, o ministro do Turismo ouviu dela o pedido para que o Ministério do Turismo apoie a construção de uma estrutura para bares, restaurantes e quiosques, num grande deck às margens da Graciosa, à exemplo do que existe em Belém.



O projeto, que já foi licitado à época em que o consultor Omar Henneman esteve à frente da Adtur, contou com apoio do ministério. Lages ficou entusiasmado com a idéia: “vamos apoiar sim. A construção pode ser feita em módulos”, disse ele à senadora.



No Bonfim



Acompanhado da superintendente do Sebrae Márcia Rodrigues, dos diretores Mila Jaber e Jarbas Meurer, e do presidente da Faciete, Pedro Ferreira, o ministro fez a volta pelo lago até além da ponte Fernando Henrique Cardoso, que está às escuras.



Na manhã desta sexta-feira, Lages foi ao Bonfim para participar da Missa em Ação de Graças, ao lado da senadora Kátia Abreu. A visita do ministro acontece logo após o empenho de recursos da ordem de R$ 1,5 milhão, no Ministério do Turismo, para pavimentação da via de acesso ao Santuário do Senhor do Bonfim. O pedido foi feito pela senadora Kátia Abreu diretamente à presidente Dilma Rousseff, em audiência no Palácio do Planalto no último dia 7 de maio.



As ações para melhoria da infraestrutura aos romeiros seguem planejamento da senadora Kátia Abreu que, por intermédio do Senar/FAET e com o apoio do Sebrae, realizou um diagnóstico socioeconômico, no início deste ano, para detectar os principais problemas daquela tradicional festa religiosa, assim como para identificar o perfil dos romeiros que frequentam o evento.



Além disso, desde o ano passado, o sistema Senar/FAET, com o apoio do Sebrae,  instalou dois pontos de apoio ao romeiro entre Natividade e o Povoado do Bonfim. O primeiro no Km 07 e o segundo no Km 17. Ambos dispõem de banheiros, enfermeiros e fornecem apoio aos romeiros durante o dia e a noite.



(Com informações da assessoria)










Tags:Ministro do Turismo, Vinícius Nobre Lages, Senadora Kátia Abreu, Lado de Palmas, Festejos do Bonfim, Tocantins
 
Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo 
E-Mail: palmaspop@palmaspop.com.br
Fones: (63) 3216 - 1330 | 8111 - 5832 | 8121 - 6021
Endereço: 603 Sul, Al. 06, Lote 3 - Palmas / Tocantins - Cep: 7016-363
Todos Direitos Reservados - PalmasPOP.com.br - 2009